Paineis Solares Fotovoltaicos: Quais Os Principais Tipos?

O Brasil vive a expectativa de crescimento da energia solar em um movimento impulsionado, sobretudo, pelo aumento da instalação de placas solares para alimentar residências, estabelecimentos comerciais e indústrias.

Você está considerando o uso de um painel solar fotovoltaico? Neste post, compartilhamos algumas informações relevantes para quem deseja conhecer melhor os sistemas fotovoltaicos. Acompanhe!

Afinal, o que é um painel solar?

É bem provável que você já tenha visto um painel solar fotovoltaico. Trata-se de uma ou várias placas, geralmente de cor azulada, colocadas em telhados de forma estratégica para receber o máximo possível de luz do sol.

As placas solares são mecanismos que convertem energia solar em energia que pode ser utilizada para alimentar aparelhos eletroeletrônicos como chuveiros, televisores, computadores e muitos outros.

Esse tipo de mecanismo é composto por células fotovoltaicas, as quais são capazes de absorver a energia solar e transformá-la em corrente elétrica.

O processo resulta na geração de energia limpa, aquela que não libera substâncias poluentes para o meio ambiente.

Como funciona esse tipo de solução

Energia solar é energia eletromagnética e um painel solar fotovoltaico é composto por materiais semicondutores, principalmente o silício.

Uma vez que a luz do sol atinge a célula fotovoltaica, os elétrons do material semicondutor absorvem fótons (partículas de energia presentes na luz solar).

Se a parte técnica parece complexa, não se preocupe!

Para quem quer contar com esse tipo de solução, basta entender que a corrente elétrica gerada em cada placa solar pode ser usada nos equipamentos de casa, bastando que ela passe por um inversor, que converte a corrente contínua gerada em corrente alternada, que é a usada para a maioria dos itens que possuímos em casa.

A energia que passa pelo inversor do painel solar é levada ao quadro de luz e então distribuída pela casa, comércio ou indústria. Como consequência, ajuda a reduzir a necessidade de consumo da energia fornecida pela distribuidora local. Algo que reduz também o valor da conta de luz.

Quais os principais tipos de placa solar

Existem diferentes tipos de placa solar no mercado. E para ajudar na escolha da solução ideal de energia solar para você, apresentamos aqui três das principais:

Painel solar monocristalino

O silício utilizado em placas solares monocristalinas é bastante puro, o que resulta em um processo complexo de confecção. Como resultado, essa solução tem células bastante eficientes no processo de captação de luz solar para a geração de energia.

Ainda, por serem os mais eficientes, esses painéis ocupam menos espaço, tendem a funcionar melhor do que outras opções em dias de pouca luz e têm vida útil longa (em torno de 25, 30 anos).

Painel solar policristalino

Por sua vez, o painel solar policristalino não usa um silício com um nível de pureza tão elevado ― seu processo de fundição gera vários cristais e não apenas um, daí a diferença entre os prefixos mono e poli.

Como consequência, essa alternativa é menos eficiente do que a anterior no processo de geração de energia solar. Por isso, tende a demandar o uso de mais placas e ocupar mais espaço. Em contrapartida, tem custo mais acessível e um tempo de vida útil similar (também entre 25 e 30 anos).

Painel de filme fino

Por fim, é importante mencionar o painel solar de filme fino. Trata-se de um mecanismo em que o material fotovoltaico (capaz de absorver a luz solar para transformá-la em energia) é aplicado diretamente sobre uma superfície.

Assim sendo, o resultado não é propriamente uma placa, como é o caso das alternativas acima apresentadas. Diferente disso, o que se tem são uma ou mais camadas de uma película com propriedades fotovoltaicas.

Essa solução, por ser mais simples, é mais econômica um pouco menos eficiente. E isso faz com que seja necessário que o filme seja aplicado em uma área ampla para atender à demanda energética local.

Sua vida útil é de 10 a 15 anos, tendo como fator compensador uma capacidade considerável de gerar energia mesmo em dias de pouca luz.

Como fazer a escolha certa

Além desses, existem ainda outros tipos de painel solar fotovoltaico que podem ser mais adequados ao seus objetivos e possibilidades. Seja qual for o caso, o processo de escolha deve considerar fatores como o custo e o tempo médio de retorno.

Lembre-se de que uma solução de energia solar reduz o valor de sua conta de luz e, por isso, é possível fazer uma projeção do tempo que cada painel levará para “se pagar”, considerando sua eficiência e o consumo médio local.

Assim sendo, para definir qual das placas solares você deve buscar, o mais interessante é contar com a orientação de especialistas, como os profissionais da Ecovoltaica.

Tem interesse em investir em um painel solar e precisa de ajuda ou de um orçamento? Entre em contato conosco!

TEM INTERESSE?

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Postagem relacionadas