Conta De Luz Muito Alta: Quais Podem Ser As Razões?

Quem paga as despesas de casa está sempre atento à variações nos valores ou em busca de formas de reduzir custos. Em uma dessas reflexões, você já quis saber o que fazer para reduzir a conta de luz?

O Brasil é o país com uma das contas de luz mais altas do mundo e, dentre os motivos, estão o custo da distribuição de energia, a perda energética e, claro, os famosos impostos.

Mesmo com tudo isso, será possível minimizar os gastos com a conta de energia?

Neste post, apresentaremos algumas possíveis razões para uma conta de luz muito alta e dicas para reduzir os gastos desnecessários. Acompanhe e saiba o que observar para reduzir sua conta!

Desperdício de energia

Você provavelmente se lembra bem de períodos de racionamento ― situação geralmente ocasionada por longos períodos de seca que afetam a produção de energia ― vividos no Brasil.

Sempre que algo assim acontece, consumidores redobram a atenção para evitar o desperdício de energia, pois nesses casos as concessionárias de energia mudam a bandeira da tarifa e, assim, as contas ficam mais altas.

Quando a situação da produção e fornecimento de energia se normaliza, muitos afrouxam essa vigilância.

Pense com a gente: em sua rotina, você sempre verifica se apagou as luzes ou desligou o ventilador antes de sair de um ambiente? Evita manter o ar condicionado ligado quando o clima está mais ameno?

Esquecer aparelhos ligados, no stand by (desligados, mas ainda plugados na tomada) ou usá-los para além da necessidade real são situações que podem ocasionar o aumento no valor da conta de luz.

Uso de aparelhos eletrônicos antigos

Marcas de eletroeletrônicos lançam, quase diariamente, novos produtos no mercado. A maioria das empresas buscam, na atualidade, desenvolver produtos mais eficientes e econômicos.

Por isso, quem possui em casa aparelhos mais novos e que, consequentemente, consomem menos energia, tem mais vantagens na conta de luz. Se esse não é o seu caso, atenção!

Para entender melhor como a “idade” dos aparelhos pode resultar em uma conta de luz muito alta, vale saber que uma geladeira que tenha mais de dez anos tem consumo mensal médio de 150 Kwh. Por sua vez, uma geladeira moderna frost-free tem, no mesmo período, consumo médio de 50 Kwh.

Assim, é interessante avaliar a possibilidade de troca periódica de equipamentos que consumam muita energia.

Nos casos em que a troca não é possível, vale investir em manutenção: em muitos casos, pequenos reparos podem otimizar – muito – o consumo de energia dos equipamentos.

Uso de tecnologias pouco eficientes

Como mencionado, a diferença entre equipamentos antigos e os modernos é sua capacidade de consumir menos energia. Em outras palavras, novos equipamentos são energeticamente mais eficientes.

É importante esclarecer que essa característica das tecnologias não está presente apenas nos eletrodomésticos, mas em vários itens da nossa casa. Saber disso ajuda a entender possíveis razões para uma conta de luz muito alta.

Por exemplo: lâmpadas incandescentes, conhecidas por terem uma luz amarelada e um preço mais acessível, são pouco eficientes porque perdem muita energia em forma de calor. Com isso, são menos eficientes energeticamente.

Por outro lado, as lâmpadas fluorescentes e de LED são um bom exemplo de uma opção mais eficiente e que podem ter impacto positivo no valor de sua conta de luz.

Diferentemente das incandescentes, as fluorescentes não geram calor e ainda, têm vida útil maior. Esses resultados positivos são ainda maiores com as lâmpadas de LED.

Erro na medição

Outra possível causa para uma cobrança elevada são os erros na medição ou leitura na conta de luz. Em geral, o problema é identificado quando o consumo padrão de energia local não sofreu alterações significativas e, ainda assim, o resultado foi uma conta de luz muito alta.

Diante dessa situação, é interessante fazer uma investigação para descobrir se não há fuga de energia ou se alguma ligação clandestina foi feita usando a rede local.

Para tanto, basta desligar todos os equipamentos e verificar se o relógio continua a funcionar. Em caso negativo, está tudo certo e é preciso reportar o erro para receber o ressarcimento (em forma de abatimento na próxima conta).

Entrar em contato com a concessionária de energia do seu estado também pode ajudar a entender o problema.

Como reduzir o valor da conta de luz

Agora que você já conhece possíveis causas para o aumento no valor da conta de luz, façamos um breve resumo do que pode ser feito para reduzir seus gastos:

  • Tenha atenção para evitar o desperdício. Apague luzes ao sair de um ambiente, modere o uso de alguns equipamentos, evite deixar aparelhos em stand by, etc.;
  • Considere a idade de seus equipamentos para entender seu consumo de energia e, consequentemente, seu impacto na conta de luz;
  • Prefira tecnologias energeticamente eficientes (eletroeletrônicos com Selo Procel A são os mais econômicos);
  • Tenha atenção ao valor médio da conta de luz, avalie variações e suas causas (exemplo: no calor, usamos mais o ventilador ou o ar-condicionado, aumentando o consumo de energia) e investigue eventuais erros de medição.
  • Investir em alternativas sustentáveis para microgeração de energia, como aquecimento solar ou sistemas fotovoltaicos.

Em suma, reduzir conta de luz é possível por meio de medidas simples. E o primeiro passo para tal você já deu: conhecer as possíveis causas para uma cobrança elevada.

Gostou do post? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude outras pessoas a gastarem menos com a conta de luz!

TEM INTERESSE?

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Postagem relacionadas